Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Governo e Prefeitura de Boquim discutem organização da citricultura

O Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Agrário, e a prefeitura de Boquim promoveram nesta sexta-feira, 27, um encontro para discutir problemas, avanços, alternativas de cultivo e formas de organização dos citricultores da região Centro-sul do Estado.
27 de Abril de 2007 | 15:47

O Governo do Estado, através da Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Agrário, e a prefeitura de Boquim promoveram nesta sexta-feira, 27, um encontro para discutir problemas, avanços, alternativas de cultivo e formas de organização dos citricultores da região Centro-sul do Estado.

Estiveram presentes à reunião os prefeitos Pedro Barbosa Neto, de Boquim, Laélcio Menezes, de Riachão do Dantas, Eliseu Santos, de Cristinápolis, o vice-prefeito de Santa Luzia do Itanhy, José Divaldo, o ex-prefeito de Boquim, José Trindade, o deputado Luiz Mitidieri, o coordenador local do Departamento de Estado de Desenvolvimento Agropecuário (Deagro), José Onaldo Barbosa, o Diretor da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Estância, Pedro Marcelo, além de representantes do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste, vereadores, lideranças políticas e citricultores.

O Prefeito de Boquim, Pedro Barbosa destacou a importância de discutir com os produtores as propostas e projetos de trabalho que darão suporte à citricultura da região. Segundo ele, esse trabalho será feito sem descartar um avanço no processo de diversificação de culturas. "A Secretaria de Agricultura vem conversando com empresários de Sergipe e do Sul da Bahia, buscando mercados consumidores com potencial para destravar a fruticultura", disse.

O secretário de Agricultura, Paulo Viana, expôs as preocupações do Governo com os rumos da agricultura. Ele mostrou algumas diretrizes inovadoras, como a melhoria tecnológica do material de propagação. A Secretaria de Agricultura está implantando novas borbulheiras, que possuem material genético de alto nível para a produção de 1,2 milhões de borbulhas a partir de 2009.

Outras medidas para a melhoria do cultivo serão a introdução de culturas intercalares com práticas de manejo do solo, a cobertura com leguminosas, a subsolagem e a priorização das políticas de produção com a potencialização da Assistência Técnica, da Pesquisa e da Defesa Sanitária.

"Tudo isso será somando ao desenvolvimento racional da cadeia produtiva, com a urgente e imprescindível organização dos produtores, capacitação de elementos da cadeia, interação e reativação do Centro de Apoio ao Desenvolvimento da Fruticultura Tropical existente em Boquim", detalhou o secretário.

Contratos

Durante o encontro, o secretário entregou ao prefeito Pedro Barbosa, minutas de contratos de comercialização para que sejam discutidos e estudados pelos produtores. "Deve partir deles o interesse, a disposição e as condições de negócios para que seja possível a concretização de contratos", afirmou Paulo Viana. Ele anunciou que serão disponibilizados para Sergipe, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, recursos que serão utilizados em ações de infra-estrutura, como a aquisição de veículos, de equipamentos de informática e promoção de treinamentos de produtores e técnicos.

Um novo encontro entre poder público e citricultores será realizado no próximo dia 9 de maio, às 14h, no auditório da Prefeitura de Boquim. Será discutida a formulação de um conselho que impulsione a reativação da Associação Sergipana de Citricultores (Ascise) e promover a discussão sobre as minutas de contratos de negócios com empresários locais e interestaduais.

  • Medium bfa3e08cd1a3ace6dfd0e70115798e0e
  • Medium 5e30de351ad4438eaa297ab70c813d15
Medium bfa3e08cd1a3ace6dfd0e70115798e0eMedium 5e30de351ad4438eaa297ab70c813d15