Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Governo quer produção de sementes selecionadas no Estado

Nesta terça-feira, dia 6, a Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural e Agrário promoveu, através de uma parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), uma oficina para discutir a produção de sementes na agricultura familiar em Sergipe.
06 de Março de 2007 | 01:11

Nesta terça-feira, dia 6, a Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural e Agrário promoveu, através de uma parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), uma oficina para discutir a produção de sementes na agricultura familiar em Sergipe. O encontro, realizado na sede do Departamento de Estado de Desenvolvimento Agropecuário (Deagro), em Aracaju, contou com a participação de representantes de organismos federais e estaduais ligados à agricultura, como a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) e Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Durante o encontro, o secretário de estado da Agricultura, Paulo Viana, destacou a importância de Sergipe iniciar a produção local de sementes selecionadas, já que todos os anos existem problemas relacionados à aquisição do insumo. Um deles é a compra de sementes com baixo poder germinativo, que criaram dificuldades para os agricultores e levaram muitas vezes à frustração na produção. Além disso, o governo compromete um alto valor no orçamento com a aquisição desse produto. 

"Produzir em Sergipe, com o respaldo da Embrapa, disponibilizaria ao produtor sementes selecionadas, isto é, adaptadas ao solo e clima locais. Isso serviria de fomento para que o agricultor realizasse um negócio rentável, pois este passaria, também, a comercializar em outros mercados", disse o secretário.

Paulo Viana ressaltou durante o encontro que o desenvolvimento da agricultura familiar é uma prioridade de governo e por isso estão sendo dadas todas as condições para o gerenciamento das atividades. "Somamos com as instituições ligadas à agricultura e pecuária para que em 2008 tenhamos esse suporte. Reunimos neste evento a massa crítica de técnicos a fim de discutir os melhores e mais eficazes direcionamentos para a escolha dos locais de implantação dos bancos de sementes no Estado".

A produção de sementes terá também a vantagem de convergir recursos para o próprio Estado e promover a profissionalização do produtor. A meta é que todas as unidades trabalhadas pelo Deagro possuam um banco de sementes.

Vantagens

O diretor da Embrapa e coordenador do Programa de Apoio à Produção de Sementes no Âmbito da Agricultura Familiar, Alberto Santana, explicou que Sergipe terá outras oportunidades com a iniciativa. De acordo com ele, o Governo do Estado adquiriu em 2006 sementes de milho a R$ 12 o quilo, enquanto a Embrapa poderia ter fornecido o produto a R$ 2. 

Nestas quarta e quinta, dias 7 e 8, a oficina será realizada na Unidade Regional do Deagro em Lagarto e na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) de Ribeirópois, respectivamente, envolvendo técnicos e produtores de comunidades dos municípios. O objetivo será a discussão do plano de trabalho, reconhecimento e definição dos locais para os futuros campos de sementes.