Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Secretário de Agricultura recebe diretoria da Aease

Encontro foi de cortesia e serviu para discutir projetos da área de Agricultura em Sergipe
10 de Maio de 2007 | 13:27

Para uma visita de cortesia, a diretoria da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe (Aease) esteve na tarde da quarta-feira, 9, com o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural e Agrário, Paulo Viana. Participaram do encontro, realizado na Secretaria de Agricultura, o presidente do Departamento de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Deagro), Jerferson Feitoza, e o presidente do Departamento de Recursos Hídricos de Sergipe (Dehidro), Marcos Vander Costa da Cunha.

O presidente em exercício da Aease, Paulo Primo, explicou a Paulo Viana que, no plano de trabalho da entidade para este ano, já estava programada uma visita à Secretaria da Agricultura e órgãos vinculados, para agradecer pelo apoio dado no evento em comemoração do Dia da Água. Ele citou, durante a reunião, o fato que considera positivo de 12 agrônomos ocuparem cargos na administração pública estadual e federal em Sergipe.

Paulo Primo aproveitou a oportunidade e fez algumas solicitações ao Governo do Estado, entre as quais os apoios para a realização do Encontro Estadual do Engenheiro Agrônomo e para que em outubro, o maior número possível de profissionais possa participar do Congresso Brasileiro de Agronomia, que acontecerá no Espírito Santo.

Trabalho

Paulo Viana agradeceu aos colegas agrônomos e afirmou que, ao retornar à pasta após 16 anos, encontrou o setor agrícola estadual desorganizado. "Nestes meses temos buscado vencer o tempo, perseguindo alternativas viáveis para que a agricultura seja vista sempre como negócio. Essa é a filosofia que temos feito chegar aos produtores", disse o secretário, ressaltando que não adianta inventar e importar culturas sem mercado. "A experiência tem mostrado problemas sérios em Sergipe, com agricultores procurando saber como vender a produção do que lhe foi orientado a plantar e a investir, o que traz prejuízos, a exemplo das culturas da mamona e da goiaba".

Paulo Viana destacou as ações do Governo do Estado identificando mercados e abrindo caminhos para o sul da Bahia para exportar a mangaba, além de negociações para a implantação em Sergipe de uma unidade da biofábrica para a produção de mudas isentas de pragas e doenças.

"Estamos trazendo mudas de cajá e mantivemos contato com a Embrapa para um projeto grandioso com o umbu, a partir da disseminação do umbuzeiro no sertão. Enquanto buscamos a cobertura vegetal numa região que se desertifica, viabilizamos emprego e renda quando as fruteiras começarem a produzir", disse o secretário de Agricultura.

  • Medium 443103b74f5bbf14d32199007c87fcd8
  • Medium 1f2080e5f65e5a4e9a4fc5c4c8436677
Medium 443103b74f5bbf14d32199007c87fcd8Medium 1f2080e5f65e5a4e9a4fc5c4c8436677