Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Ciclo de palestras aborda aplicabilidade da Geologia nas ações de Defesa Civil

Técnicos do Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Inclusão Social, da Secretaria da Defesa Social e Cidadania de Aracaju, da Cohidro; bem como professores convidados das Universidades Federais de Sergipe e Pernambuco dialogaram com acadêmicos, professores e coordenadores das Defesas Civis municipais
15 de Outubro de 2018 | 09:31

Em comemoração à Semana Nacional de Redução de Desastres, um ciclo de palestras foi promovido na Universidade Federal de Sergipe (UFS), destacando a aplicabilidade da Geologia nas atividades de Defesa Civil. Durante toda esta quinta-feira, 11, técnicos do Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Inclusão Social (Depec/Seidh), da Secretaria da Defesa Social e Cidadania de Aracaju (Semdec), da Cohidro; bem como professores convidados das Universidades Federais de Sergipe e Pernambuco dialogaram com acadêmicos, professores e coordenadores das Defesas Civis municipais.

Entre os temas abordados, o Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil; a locação de poços no combate à seca; a dinâmica costeira e a prevenção contra erosões; a dinâmica dos rios e a prevenção contra inundações; o mapeamento de áreas de risco; e a atividade de geoprocessamento na gestão das atividades em Defesa Civil.

A Semana Nacional de Redução de Desastres foi instituída pelo Decreto de 26 de setembro de 2005, sendo comemorada na segunda semana de outubro de cada ano. A Semana é destinada a aumentar o senso de percepção de risco da sociedade brasileira, mediante a mudança cultural da população relacionada à sua conduta preventiva e preparativa.

O diretor da Defesa Civil Estadual, Ten. Cel. Alexandre José, destacou a parceria feita pelos órgãos públicos e a Universidade Federal. “Esse evento é uma forma de aproximar o poder público DA comunidade científica e dos acadêmicos, de modo que possamos produzir conhecimento e fazer essa troca salutar”, disse.

Também o coordenador geral da Defesa Civil Municipal, Major Silvio Prado, comentou sobre a relevância do evento. “Estamos dando ênfase, este ano, à parte de Geologia, que nada mais é do que tratar dos desgastes naturais causados pela erosão, pelos efeitos químicos e físicos, como também à parte relacionada ao homem, que agride o meio ambiente e facilita a ocorrência de desastres”, informou.  

  • Medium 2b09198ad988ecf506f823ec5afd5e3e
  • Medium ea2748067881cec887d7f0a26dcdc6da
  • Medium 0c25277ccb262c2f70d373c988f5d81d
  • Medium e38ae4dbd1f27e25723123c37071d2bb
  • Medium e0c0fa67b75c7c48d5c47fc1d0fd54d8
  • Medium 82737492f83019e7e032ccaf241ef002
Medium 2b09198ad988ecf506f823ec5afd5e3eMedium ea2748067881cec887d7f0a26dcdc6daMedium 0c25277ccb262c2f70d373c988f5d81dMedium e38ae4dbd1f27e25723123c37071d2bbMedium e0c0fa67b75c7c48d5c47fc1d0fd54d8Medium 82737492f83019e7e032ccaf241ef002