Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Defesa Civil orientará Aracaju na decretação de Situação de Emergência

Orientação visa cumprir os requisitos necessários para que o município possa acessar recursos federais e fomentar ações de recuperação provocadas pelas fortes chuvas
05 de Novembro de 2013 | 13:20

Na manhã desta terça-feira, 5, o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel BM José Erivaldo Mendes, participou de uma reunião do gabinete de crise criado pela Prefeitura de Aracaju, a partir da iniciativa de decretar a “situação de emergência” pela municipalidade, diante das fortes chuvas incidentes desde a madrugada de segunda-feira, 4, quando foi verificado um índice pluviométrico de 170mm, mais que o triplo esperado para todo o mês, que era de 50 mm. A reunião ocorreu na sede da Secretaria Municipal de Saúde.

A Defesa Civil Estadual orientará no cumprimento dos requisitos necessários para que o Município possa acessar recursos federais para fomentar ações de recuperação e atendimento às necessidades emergenciais provocadas pelas fortes chuvas. “Para ter acesso a esses recursos precisa ser formalizada a situação de emergência com o reconhecimento federal. Como já fazemos isso, temos inclusive o papel de orientar os municípios nessa formalização. Nesse sentido, o Município de Aracaju nos procurou e vamos orientar exatamente o que eles têm que fazer para atingir as metas necessárias”, explicou o coordenador, que manterá uma interação com o coordenador da Defesa Civil municipal, coronel BM Reginaldo Moura.

Ainda de acordo com o tenente-coronel Mendes, diversas áreas deverão ser consultadas para formatar toda a relação de informações necessárias ao processo. “Serão avaliados os prejuízos e danos na área social, na infraestrutura da cidade, levantamento das áreas de maior risco de deslizamentos, enchentes e prejuízos materiais. Tanto as ações de prevenção e, sobretudo, os custos estimados são os elementos necessários para formalizar essa documentação, encaminhando-a ao Governo Federal que procederá o reconhecimento da situação de emergência”, explicou.

De acordo com o coordenador da Defesa civil Municipal, esta é uma ação importante para atender às situações mais críticas verificadas na capital. “Tivemos uma incidência de fortes chuvas, num índice muito maior que o que é comum nessa época, gerando danos à estrutura da cidade. Nesse sentido, é fundamental contarmos com a experiência de quem já trata com essas questões em uma outra dimensão. Por isso, essa parceria é fundamental”, destacou o coronel Moura.

Também participaram da reunião representantes de diversas secretarias municipais e os representantes do Ministério da Saúde e da Força Nacional da Saúde, respectivamente, Marcio Barretto e Conceição Mendonça, além da secretária municipal de Saúde, Goretti Reis, e do major Alexandre Alves, gerente de Planejamento da Defesa Civil estadual.