Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Estado e representantes da Petrobras reafirmam compromisso com manutenção da Fafen em Sergipe

Executivos da Petrobras estiveram em Sergipe para discutir plano de funcionamento da Fafen com o governo do Estado
02 de Outubro de 2018 | 14:34

 

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, José Augusto Pereira recebeu, nesta terça-feira (02), o diretor executivo de Refino e Gás Natural da Petrobras, Jorge Celestino, e o gerente executivo de Gás Natural da Petrobras, Marcelo cruz, para tratar sobre diretrizes para a manutenção do funcionamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) em Sergipe. A reunião foi realizada na sede da Sedetec. 

No último 21 setembro, o presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, por telefone, garantiu ao governador Belivaldo Chagas que a Fafen não será fechada. O anúncio ocorreu durante encontro, na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, do gestor da estatal com o secretário José Augusto, que estava acompanhado dos assessores José de Oliveira Júnior e Carlos Augusto Franco, além do ex-governador de Sergipe, Albano Franco.

Segundo José Augusto os trabalhadores da Fafen e produtores que dependem do fertilizante produzido na unidade de Sergipe podem ficar tranquilo, pois a manutenção da empresa foi confirmada pelo presidente Michel Temer. 

“Tudo o que está ao alcance do governo do Estado está sendo feito para que os empregos sejam mantidos e a economia do Estado continue a crescer. Depois da última reunião com o presidente da Petrobras, estamos dando continuidade às discussões técnicas com o objetivo de manter o funcionamento da Fafen, o que já tinha sido garantido também pelo presidente da República. Precisamos agora gerar as condições técnicas que viabilizem essa operação. A Petrobras está analisando todas as alternativas possíveis, pediu algumas colaborações também ao governo do Estado e estamos analisando todas as possibilidades”, explicou José Augusto. 

O gestor da Sedetec informou que o responsável pela área de Gás da Petrobras, Marcelo Cruz, já se comprometeu inclusive a garantir o fornecimento de gás para a Fafen. “ Provavelmente, essa é uma das partes mais difíceis na negociação. No geral, a Petrobras vai formalizar junto a sua equipe técnica os detalhes dessa nova operação, o que deve demorar mais alguns meses devido a quantidade de particularidades envolvidas, desde, por exemplo, as tratativas com os consumidores do fertilizante, para que sejam informados que vai continuar existindo ureia em Sergipe, até a atuação da própria Sergas, que poderá passar a fornecer o gás para a Fafen”, reforçou o secretário. 

De acordo com Jorge Celestino, de forma conjunta com o governo de Sergipe, a Petrobras está buscando alternativas para um projeto de viabilidade da fábrica que contemple a redução de custos e a melhoria de competitividade. “Essa reunião continua sendo fruto do nosso esforço de buscar alternativas para operação da Fafen. O governo do Estado e a Petrobrás vêm se engajando nessa discussão desde maio e hoje foi mais uma reunião relevante para construirmos mais um passo para que isso seja viabilizado. Este mês aprofundaremos este estudo”, afirmou o diretor da Petrobras.

Presenças

Também participaram da reunião, a representante do setor jurídico da Petrobrás, a advogada Viviane Nascimento; o assessor especial do governo do Estado, Oliveira Júnior; o presidente da Sergás, Eugênio Dezen; o superintendente executivo da Sedetec, Carlos Augusto Franco e o assessor da Sedetec, Marcelo Menezes.
 

  • Medium 10676dcfa3b6c573343f28da259207de
  • Medium b1341691ebd5a2f7a04ee479cd08aa60
  • Medium 328f6ec2b1e35611e588821d107bff34
Medium 10676dcfa3b6c573343f28da259207deMedium b1341691ebd5a2f7a04ee479cd08aa60Medium 328f6ec2b1e35611e588821d107bff34