Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Governador determina medidas para melhorar atendimento no Hospital João Alves

Em visita à unidade de saúde, Marcelo Déda disse que a situação é dramática. Ele quer, em até 90 dias, um plano emergencial para encontrar saídas para o hospital.
09 de Janeiro de 2007 | 05:41

Fotos: Márcio Dantas/ASNUma situação dramática, mas que tem solução. Esta foi a constatação que o governador de Sergipe, Marcelo Déda, fez das condições de atendimento do Hospital João Alves Filho após percorrer as instalações da unidade de saúde. De imediato, o governador determinou a flexibilização do contingenciamento de recursos do Governo do Estado para adotar medidas emergenciais para desobstruir os corredores, ocupando as áreas ociosas inauguradas recentemente pelo governo anterior. Durante a visita, Marcelo Déda esteve acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Rogério Carvalho, da secretária de Estado da Comunicação, Eloísa Galdino, e do diretor do hospital, Josias Passos.

"O que acabo de constatar é um drama que me deixa angustiado e preocupado. Vi seres humanos amontoados sem a mínima condição de acolhimento numa instituição hospitalar. Os corredores transformaram-se em enfermaria e os ambulatórios acabaram virando UTI´s, numa situação extremamente dramática e complexa", disse o governador.

Marcelo Déda pediu a elaboração, em até 90 dias, de um plano emergencial para encontrar saídas para a situação atual do Hospital João Alves. "É preciso adotar medidas emergenciais de curto prazo que resolvam os problemas mais graves e que devolvam um mínimo de resolubilidade e dignidade humana às pessoas que procuram o hospital", afirmou o governador.

 

De acordo com o secretário da Saúde, Rogério Carvalho, os maiores problemas enfrentados no hospital devem-se à ausência de um fluxo lógico de atendimento no pronto-socorro. Além disso, segundo o secretário, faltam, também, equipes formadas e estrutura funcional para atender os pacientes.

"A nossa prioridade é organizar o atendimento à população, de maneira que ela não sofra e não seja vítima de tanto abandono. Para isso, é necessário fazer vários investimentos, sobretudo nos hospitais regionais, e aqui no próprio hospital João Alves a partir de um planejamento que foque a sua ação para melhorar a qualidade do atendimento. O que temos aqui é um absurdo, uma cena de guerra", afirmou Rogério Carvalho.

 

Relatório

Após percorrer corredores do Hospital João Alves, incluindo as novas instalações entregues pelo governo anterior, que não contam com equipamentos nem pessoal para iniciar seu funcionamento, o governador determinou que o secretário da Saúde produza um relatório detalhado. Marcelo Déda quer uma avaliação das situações que oferecem maior risco à população e alternativas que subsidiem as ações emergenciais que serão adotadas.

"É preciso agir o mais rápido que pudermos para encontrar soluções emergenciais. Vamos trabalhar para eliminar esse cenário terrível de pessoas e macas nos corredores. Vamos encontrar espaços adequados para um atendimento digno. De forma semelhante, vamos nos empenhar para ampliar a oferta de leitos de UTI", afirmou o governador. Déda também disse que vai determinar ao secretário da Fazenda, Nilson Lima, para que abra o contingenciamento adotado na administração estadual para aquisição de medicamento e material médico-cirúrgico.

Maternidade

Ainda na tarde desta terça, o governador visitou as instalações da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes. Embora a unidade de saúde tenha sido inaugurada pelo governo anterior, o prédio ainda está inacabado e não existem equipamentos e pessoal para colocar a maternidade em funcionamento. "Vamos tomar todas as medidas administrativas, de ordem jurídica e de ordem legal, para assegurar que a maternidade entre em funcionamento no mais curto prazo", afirmou Marcelo Déda.

  • Medium e8cf5167fe899772b4ce4ea46d5dc240
  • Medium 54ab67699da38a8b896bcb304afc6fc2
  • Medium 6310f3efbcc1ecb677e9dacc8ff2ea45
  • Medium b91de31396a2bc74e7967eeea3178f35
  • Medium 617f73d1f9aac9deb5e2c7f9dac4267b
  • Medium ea1d31d34564c2b8d95bf9c6192d70fe
Medium e8cf5167fe899772b4ce4ea46d5dc240Medium 54ab67699da38a8b896bcb304afc6fc2Medium 6310f3efbcc1ecb677e9dacc8ff2ea45Medium b91de31396a2bc74e7967eeea3178f35Medium 617f73d1f9aac9deb5e2c7f9dac4267bMedium ea1d31d34564c2b8d95bf9c6192d70fe