Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Déda destaca importância do novo Parque Eólico na produção de energia em SE

O parque terá capacidade instalada de 34,5 megawatts, produzidos por 23 aerogeradores. A energia é suficiente para abastecer uma cidade com 120 mil habitantes
14 de Maio de 2012 | 14:37

“Estamos constatando um passo seguro de Sergipe em relação ao futuro”. Com essas palavras, o governador Marcelo Déda definiu a importância do novo parque para produção de energia eólica que está sendo concluído no município de Barra dos Coqueiros. A afirmação ocorreu na tarde desta segunda-feira, 14, quando, ao lado de diversas autoridades e da imprensa, constatou o desembarque de peças e verificou a conclusão da montagem da primeira das 23 torres que sustentarão aerogeradores que darão suporte à Usina de Energia Eólica (UEE) Barra dos Coqueiros, capitaneada pelo Grupo Engevix.

A Usina de Energia Eólica (UEE) Barra dos Coqueiros terá capacidade instalada de 34,5 megawatts, produzidos por 23 aerogeradores. A energia é suficiente para abastecer uma cidade com 120 mil habitantes e esta produção integrará o sistema de energia a ser comercializado no mercado. A previsão para início de operação é julho.

O Governo do Estado apoia a iniciativa através do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI) com a concessão de incentivo locacional, disponibilizando a área de 300 hectares, vizinha ao Porto de Sergipe. O investimento total da obra é de R$ 125 milhões, com investimentos do Banco de Desenvolvimento da China, uma vez que toda tecnologia empregada é originária daquele país.

Passos para o Futuro

“Aqui, Sergipe inicia sua produção de energia eólica que vai se agregar ao que há de mais moderno na produção de energia sem danos ambientais. Essas energias alternativas são as fontes de energia do futuro, e é muito bom saber que o estado de Sergipe está atualizado com a modernização da produção de energia no nosso país e, graças ao esforço empreendedor do grupo Engevix, contribuindo, às vésperas da ‘Rio+20’, para que o Brasil atinja suas metas na redução da emissão de poluentes e geração de energia limpa. É um orgulho saber que nós sergipanos estamos colaborando para isso, e hoje é um dia histórico para Sergipe”, disse o governador, ao contextualizar a realização da conferência que discutirá temas ambientais em nível mundial no Rio de Janeiro.

O governador ressaltou a importância estratégica do PSDI que foi elemento indispensável para que a empresa pudesse concorrer no leilão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) assegurando a venda da sua produção por 20 anos. “A nossa política de desenvolvimento foi um dos elementos que viabilizou a participação da empresa no leilão, já que era um dos pré-requisitos. A empresa acreditou em Sergipe e o resultado está aí, com a nossa inserção no seleto grupo dos estados que produzem energia limpa e de maneira sustentável”, sentenciou Marcelo Déda.

Aspectos Favoráveis

Segundo o engenheiro Filipe Koefender, coordenador do projeto da Desenvix Energias Renováveis no estado, os critérios para escolha de Sergipe para a instalação do empreendimento foram o potencial de ventos do local, que garante a produção de energia e torna o parque economicamente viável; as facilidades logísticas do local em razão da proximidade com o porto de Barra dos Coqueiros, que recebe os navios que transportam as turbinas eólicas; e o fato de o local da usina estar inserido no plano de desenvolvimento da Codise, em um local previamente destinado à implantação de projetos.

“Diante de todos esses aspectos, que viabilizaram o investimento, ficou facilitada a concretização desse projeto que assinala um avanço tecnológico sem precedentes na produção de energia no estado”, afirmou o engenheiro.

Os estudos para implantação do Parque Eólico foram iniciados em 2008. As obras no Parque iniciaram-se em outubro de 2011 e a instalação das turbinas iniciou-se em abril. A UEE Barra dos Coqueiros comercializou sua energia no primeiro leilão exclusivo de energia eólica do Brasil. A energia será contratada pela CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) como energia de reserva por um prazo de 20 anos.

Conquista Histórica

Para o governador Marcelo Déda, a exemplo do que ocorreu com a chegada da energia  elétrica oriunda da usina de Paulo Afonso, nos anos 1950, a edificação da usina eólica é um divisor de águas na história sergipana. “Esse é um projeto importante para Sergipe, para o Nordeste brasileiro e para o Brasil. É com muita felicidade que podemos celebrar essa que é uma vitória da engenharia nacional, do estado de Sergipe e da política da presidenta Dilma Rousseff para o setor elétrico. Além das diversas fontes de energia que Sergipe dispõe hoje, contamos com mais essa fonte de energia que, além de tudo, é esteticamente bonita e ambientalmente limpa”, afirmou o governador, diante da imponência e beleza dos aerogeradores que valorizam esteticamente a já notável paisagem do local.

Déda referiu-se à política do Governo Federal que visa articular as várias matrizes energéticas para que se consiga ter segurança na produção e distribuição de energia no Brasil e, sobretudo, no Nordeste. Através dessa ação, diversas fontes de energia, sobretudo as alternativas, são utilizadas para garantir o fornecimento durante os períodos de estiagem que podem prejudicar a geração através das hidrelétricas.

Colaboração

Já o presidente do Grupo Engevix, José Antunes Sobrinho, destacou o que ele definiu como “espírito colaborador” do governador Marcelo Déda que, segundo ele, demonstrou um empenho incomparável em todas as fases do projeto. “Seria difícil vermos concretizado em tão pouco tempo esse projeto sem o espírito colaborador do governador que, mesmo diante de alguns impasses, sempre demonstrou a sua crença no êxito do projeto. Após esses anos de trabalho, o resultado está aí e estamos dispostos, inclusive, a colaborar na consolidação da área adjacente ao parque eólico, que é área de preservação, como um local de visitação e mais um cartão postal para sergipanos e visitantes”, adiantou o presidente em relação à iniciativa de se criar uma estrutura de preservação aliado à exploração da paisagem do local de maneira sustentável.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Saumíneo Nascimento, por sua vez, destacou a importância do empreendimento para a consolidação da política de desenvolvimento industrial do estado. “Essa é uma ação estratégica, inovadora e de fundamental importância no processo de ampliação da oferta de um insumo fundamental para o crescimento econômico de Sergipe que é a energia. A implantação desse projeto, cuja capacidade daria para abastecer uma cidade com 120 mil habitantes, consolida o processo de ampliação de oferta de energia que Sergipe já detém através da biomassa, do etanol, do gás natural, do biodiesel e de outras fontes alternativas. Isso é o futuro e estamos embarcando definitivamente nele”, acrescentou o secretário.

Participação

Acompanharam o governador na solenidade, o deputado federal Márcio Macêdo, o deputado estadual Zezinho Guimarães, o prefeito da Capital, Edvaldo Nogueira, o vice-prefeito Silvio Santos, vereadores da Barra dos Coqueiros, diversos secretários de Estado e representantes de instituições, técnicos das empresas envolvidas no projeto e profissionais da imprensa sergipana.

Matéria atualizada às 21h30 para acréscimo de informação.