Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Mais de 3 mil policiais garantirão tranquilidade dos foliões no Pré-Caju 2007

O forte esquema de segurança montado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública, tem mantido a tranqüilidade dos foliões na terceira e principal noite do Pré-Caju, este sábado, 20. De acordo com o comandante geral do policiamento militar da festa, coronel Carlos Magno Ornellas, nenhum incidente grave foi registrado nas duas primeiras noites da folia. Até domingo, 21, 3.426 policiais militares estarão em atividade para garantir a segurança de quem for brincar dentro e fora dos blocos.
21 de Janeiro de 2007 | 09:50

Fotos: André Moreira / ASN

O forte esquema de segurança montado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública, tem mantido a tranqüilidade dos foliões na terceira e principal noite do Pré-Caju, este sábado, 20. De acordo com o comandante geral do policiamento militar da festa, coronel Carlos Magno Ornellas, nenhum incidente grave foi registrado nas duas primeiras noites da folia. Até domingo, 21, 3.426 policiais militares estarão em atividade para garantir a segurança de quem for brincar dentro e fora dos blocos. 

"Nossa responsabilidade é garantir todo o acesso e proteção das pessoas que vêm brincar. Mais de 1.200 homens estarão trabalhando por noite para fazer desse Pré-Caju uma festa de paz", afirmou o governador de Sergipe, Marcelo Déda. Pelos cálculos da Polícia Militar, cerca de 300 mil pessoas estão sendo esperadas para a festa neste sábado, que terá Ivete Sangalo e Chiclete com Banana como principais atrações.

O efetivo expressivo de policiais na área do Pré-Caju e o reforço preventivo nas regiões periféricas da avenida Beira Mar são apontados pelo comandante geral do policiamento como os principais motivos da eficiência do esquema de segurança. ?Até agora, o clima tem sido de tranqüilidade?, afirmou o coronel Carlos Magno Ornellas.

Nas duas primeiras noites, somente três prisões foram efetuadas ? duas por flagrante de furto e outra por porte ilegal de arma. A maior incidência tem sido a perda de documentos, 77 no total. No Corpo de Bombeiros, três ocorrências sem gravidades foram registradas até agora.

Dezenove portões estão distribuídos pelos 4,5 quilômetros de percurso da festa. Em cada um, policiais fazem o controle do acesso dos foliões com detectores de metal. No trajeto, 29 postos elevados de observação policial também reforçam a fiscalização.  A Polícia Civil atua com 200 agentes, 45 escrivães e 20 delegados. A Delegacia Plantonista está mantendo dois delegados de plantão no período da festa. O Corpo de Bombeiros trabalha com 150 homens por noite e está colocando lanchas para o patrulhamento nas águas do rio Sergipe.Já no policiamento periférico estão sendo empregadas 62 motos, sendo 12 da PM e 50 da CPTran, 22 conjuntos do Esquadrão de Polícia Montada (EPMon) e 10 bicicletas.