Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é tema de cartilha

Material foi produzido pela Secretaria do Turismo, através do Prodetur
16 de Maio de 2019 | 15:58

Dezoito de maio é a data escolhida em alusão ao Dia Nacional do Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, e com o intuito de prevenir a exploração sexual destes vulneráveis no âmbito turístico, o Governo de Sergipe, através da Secretaria de Turismo, dentro das ações Programa de Desenvolvimento do Turismo ( Setur/Prodetur), reforça a divulgação de uma cartilha específica sobre o tema. O material desenvolvido por meio de um estudo realizado em onze municípios de maior representatividade na cadeia turística de Sergipe, constatou que a prática não possui relação direta com o segmento, no entanto, ações preventivas são necessárias continuadamente.

A cartilha foi construída através da elaboração de um diagnóstico situacional para embasar  estratégias; encontros de sensibilização com os atores do Sistema de Garantia de Direitos (SGD) e do trade turístico; além da articulação com organizações da sociedade civil. Todas essas atividades aconteceram nas cidades de Indiaroba, Santa Luzia do Itanhy, Estância, Itaporanga D’Ajuda, Aracaju, São Cristóvão, Laranjeiras, Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros, além de Poço Redondo e Canindé de São Francisco.

De acordo com a consultora executiva do Prodetur, Thassia Luiza Santana, o trabalho resultou na produção de um site, reunindo todos os produtos atrelados ao tema, além da publicação da cartilha. “A partir do resultado do trabalho foi criado o Programa de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que apresenta a necessidade de fortalecer a rede de proteção para este público”, explica.

A Rede de Proteção dos Direitos de Crianças e Adolescentes é composta pelo Conselho Tutelar, secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social, Polícia Militar e Civil, entre outras. “Além disso, é preciso ainda que haja uma interatividade e articulação das instituições responsáveis para que se possa dar continuidade a este trabalho”, completa Thassia Luiza. 

A cartilha e todas as informações sobre o projeto estão disponíveis no site www.ativasergipe.com.br,  e o material produzido também será distribuído em palestras e oficinas, que serão realizadas em comunidades de vulnerabilidade social através da Secretaria de Turismo,  como continuação deste projeto. O primeiro município a receber a ação será  Canindé do São Francisco.

Segundo a assistente social da Setur, Maria de Lourdes Moreira, a ideia principal da cartilha é ser um instrumento que visa apresentar situações reais para lidar com possíveis casos existentes no âmbito do turismo, e capacitar profissionais para terem conhecimento de como agir diante da ocorrência. “As palestras que estão sendo planejadas apresentam alguns métodos de atuação para lidar com crianças e adolescentes que passaram por momentos traumáticos. Portanto, esclarecer para todos como agir e como denunciar é extremamente relevante”, esclarece, apresentando os canais de denúncias: Direitos Humanos (100), Polícia Militar (190) e o Disque Denúncia (181). 

Parceiros

O projeto denominado “Elaboração e Implantação do Programa de Comunicação e Prevenção a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes Decorrente da Atividade Turística” é uma ação gerenciada pelo Programa de Desenvolvimento ao Turismo (PRODETUR), em parceria com a Quanta Consultoria Projetos e Editora LTDA, com apoio estratégico e operacional da Rede Ativacidade e do Centro Dom José Brandão Castro (CDJBC).

  • Medium 083f9133bc90145bd6c07f8cc9824a95
Medium 083f9133bc90145bd6c07f8cc9824a95